TEOLOGIA DE MERCADO UMA VISÃO DA ECONOMIA MUNDIAL NO TEMPO EM QUE OS ECONOMISTAS ERAM TEÓLOGOS

Autores

  • Luis Correa Lima

Resumo

No auge do Século de Ouro da Espanha, o capitalismo nascente e a moral católica se encontram, na efervescência dos descobrimentos e de diversas transformações. Sevilha se torna o maior porto do mundo. Os seus prósperos mercadores, organizados numa entidade de classe chamada Consulado dos Mercadores, encomendam um manual de negócios a um religioso dominicano, que completava seus estudos na renomada Universidade de Salamanca. O religioso era teólogo e especialista nos clássicos gregos e latinos. Chamava-se Tomás de Mercado (sic !), provavelmente originário de uma família de mercadores. Ele aceitou a tarefa e publicou, em Sevilha, o volumoso manual com o título de Suma dos Tratos y Contratos, com a aprovação do rei e de doze teólogos doutores. O que levou aqueles prósperos mercadores a buscarem a ajuda de um religioso para um assunto em que eles eram exímios profissionais e conheciam tão bem? Que necessidade tinham eles das considerações de um teólogo?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2002-01-01

Como Citar

LIMA, L. C. TEOLOGIA DE MERCADO UMA VISÃO DA ECONOMIA MUNDIAL NO TEMPO EM QUE OS ECONOMISTAS ERAM TEÓLOGOS. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 34, n. 92, p. 105, 2002. Disponível em: https://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/645. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Notas e comentários