AS DINÂMICAS DA GLOBALIZAÇÃO E A UNIVERSIDADE

Autores

  • Maria Pilar Aquino

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v34n92p37/2002

Resumo

Enquanto escrevia este artigo, ocorreram vários eventos relacionados com a vida da Associação Ecumênica de Teólogos do Terceiro Mundo (ASETT) que, para mim e para um grupo de teólogos e teólogas pertencentes a ela, expuseram a necessidade de repensar criticamente sua identidade, função e operação no mundo. Nossa percepção, seja ou não compartilhada pelo conjunto dos membros, é que, devido à sua configuração interna, essa Associação tem atuado, nos últimos dez anos, como uma organização excludente, onde o poder é exercido de forma elitista e autocrática. Apesar de a ASETT ter sido criada para apoiar e promover a atividade teológica a partir do “Terceiro Mundo”, em termos de justiça e libertação, seu modo de funcionar parece distanciado das lutas globais por participação democrática da parte dos grupos excluídos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2002-01-01

Como Citar

AQUINO, M. P. AS DINÂMICAS DA GLOBALIZAÇÃO E A UNIVERSIDADE. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 34, n. 92, p. 37, 2002. DOI: 10.20911/21768757v34n92p37/2002. Disponível em: https://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/641. Acesso em: 3 out. 2022.