DESENCONTROS CONTEXTUAIS. A (NÃO-)RECEPÇÃO DA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO NA TCHECOSLOVÁQUIA COMUNISTA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v56n1p207/2024

Resumo

Este artigo busca as razões pela rejeição da teologia da libertação por parte dos cristãos na Tchecoslováquia comunista que rejeitaram diálogo com o regime. Presente tanto o positivo como o negativo das reuniões entre cristãos e marxistas no país, para mostrar porque, embora houvesse teoricamente possibilidade de encontro, havia mais desencontro e desentendimento. Através do exemplo da visita do frade dominicano brasileiro Frei Betto ao país o artigo mostra porque a teologia da libertação como foi apresentada parecia como apoio pelo regime. No final, o artigo reflete sobre a maneira na qual é possível superar estes desencontros para descobrir o que une em vez daquilo que separa.

PALAVRAS-CHAVE: Diálogo cristão-marxista. Teologia da libertação. Frei Betto. Tchecoslováquia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2024-04-30

Como Citar

NOBLE, Tim. DESENCONTROS CONTEXTUAIS. A (NÃO-)RECEPÇÃO DA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO NA TCHECOSLOVÁQUIA COMUNISTA. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 56, n. 1, p. 207, 2024. DOI: 10.20911/21768757v56n1p207/2024. Disponível em: https://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/4995. Acesso em: 21 jun. 2024.