SANTO TOMÁS DE AQUINO NA AMORIS LAETITIA: REPROPONDO UMA ANTROPOLOGIA TEOLÓGICA DA ALEGRIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v50n1p135/2018

Resumo

O presente artigo tem como escopo analisar as frequências e incidências do pensamento ético teológico do grande doutor dominicano, Santo Tomás de Aquino, na exortação pós-sinodal Amoris Laetitia (AL). As dezenove (19) citações no texto conclusivo sugere-nos que no seu pensamento se encontra um resgate sólido, sábio, prudente e sereno de uma tradição a ser revisitada sempre e que nos propicia pensar em uma verdadeira antropologia teológica da alegria. O objetivo é o de repropor uma teologia do matrimônio que encontra seu enraizamento em uma visão do amor fecundo, mais que em uma concepção jurídico canônica. A reflexão discorrerá em dois momentos. No primeiro, se apresentará a moral matrimonial presente em Amoris Laetitia (AL) com as implicações próprias. No segundo, propõe­-se a analisar cada número citado do pensamento de Santo Tomás na exortação de Francisco, mostrando as mudanças de posturas morais propostas por este ma­gistério. Enfim, na conclusão sintetizaremos as ideias mais relevantes do artigo. O resultado a ser obtido é o de demonstrar que a exortação pós-sinodal não apenas avança em uma postura moral, mas também repropõe a antropologia teológica de Santo Tomás como referencial para o debate teológico, abrindo a possibilidade de uma nova forma de acompanhar pastoralmente os casais e as famílias a partir da experiência do amor humano e suas possíveis variações ao longo da vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-04-27

Como Citar

ALMEIDA, Andre Luiz Boccato de. SANTO TOMÁS DE AQUINO NA AMORIS LAETITIA: REPROPONDO UMA ANTROPOLOGIA TEOLÓGICA DA ALEGRIA. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 50, n. 1, p. 135, 2018. DOI: 10.20911/21768757v50n1p135/2018. Disponível em: https://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/3925. Acesso em: 20 jun. 2024.