REFORMA ECLESIAL E RECEPÇÃO CONCILIAR: CRISE DA LINGUAGEM TEOLÓGICA E RECEPÇÃO ESTÉTICA DO VATICANO II

Autores

  • Alex Villas Boas

DOI:

https://doi.org/10.20911/21768757v46n128p45/2014

Palavras-chave:

Recepção do Concílio, Linguagem Teológica, Recepção Estética, Estilo pastoral.

Resumo

O presente trabalho procura analisar a questão da recepção conciliar do Vaticano II, proposta por Yves Congar, Bernard Sesboüe e Christoph Theobald, porém, a partir da teoria da recepção estética de Hans Robert Jauss, e como está presente na tarefa contínua de reforma eclesial. As recepções conciliares são processos de construções teológicas de linguagem e, inevitavelmente atingem momentos de inflexão, como é o caso entre o que ficou conhecido como estilo pastoral da teologia latino americana e a estética teológica de Hans Urs von Balthasar, que acentua o aspecto dogmático. Tais linguagens, que constituíram o terreno do debate teológico pós-conciliar, vão sendo recebidas e reelaboradas, especialmente nas Conferências Gerais do Episcopado Latino Americano e Caribenho.

ABSTRACT: The aim of this paper is analyse the Council Vatican II reception, suggested by Yves Congar, Bernard Sesboüe and Christoph Theobald, however since the Hans Robert Jauss aesthetic reception theory. And how it is into the continuous labor of the Ecclesial reform. The council receptions are theological language construct processes that reaches turning points. This is the case between the pastoral style by Latin American Theology and the aesthetic theological, by Hans Urs von Balthasar, the turning point of the post-conciliar theological debates, that being received and reworked at the Latin American Espicopal General Conference and the Caribbean.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-01-01

Como Citar

VILLAS BOAS, Alex. REFORMA ECLESIAL E RECEPÇÃO CONCILIAR: CRISE DA LINGUAGEM TEOLÓGICA E RECEPÇÃO ESTÉTICA DO VATICANO II. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 46, n. 128, p. 45, 2014. DOI: 10.20911/21768757v46n128p45/2014. Disponível em: https://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/2948. Acesso em: 18 maio. 2024.