Pessoa e História na ética filosófica de Lima Vaz

Autores

  • Atílio Machado Peppe

Resumo

Nesta comunicação-homenagem aos 100 anos de nascimento do querido mestre Henrique Cláudio de Lima Vaz (1921-2002), reafirmamos nossa tese sobre o caráter praxiológico assumido pela maior parte de sua produção filosófica como aprofundamento do esforço coletivo de resposta ao desafio titânico imposto, desde o início da Revolução Industrial, pela tragédia no ético da modernidade contemporânea, agravada em nossos dias pelo viés excludente da revolução tecnocientífica. O cerne dessa imensa cisão histórico-civilizacional continua sendo a urgência de integrar o trabalho livre a um novo paradigma de coesão ética das nossas sociedades. E não há como construir uma civilização do bem-viver sem corresponder à dignidade da pessoa humana pela disponibilidade estrutural de trabalho decente para todos. Por isso, a realização existencial da pessoa moral no pertencimento a autênticas comunidades éticas não pode prescindir de que as comunidades éticas contemporâneas sejam simultaneamente ético-político-laborais.

Downloads

Publicado

2021-12-20