Experiência de Deus e itinerário da mente - uma aproximação entre Raimon Panikkar e Vito Mancuso

Autores

  • Cleudir José dos Santos

Resumo

Este trabalho traz uma aproximação entre dois autores fundamentais para compreensão da espiritualidade e da fé na época presente, Raimon Panikkar e Vito Mancuso. A metodologia utilizada é a de pesquisa bibliográfica, focalizando dois textos escolhidos como principais, um de cada autor, além de uma bibliografia complementar. Dessa forma, faz-se um levantamento sobre a forma como dizem sobre o caminho para Deus, num contexto de espiritualidade e abertura para o transcendente. Uma última análise é sobre as interseções e aproximações das leituras realizadas, respectivamente, sobre a experiência de Deus em Panikkar e sobre o itinerário da mente para Deus em Mancuso. Silêncio, liberdade, humanidade e fé se entrelaçam nas duas obras. Em Mancuso, o silêncio aparece na solidão e na introspecção do Eu para fazer-se diante de Deus. Panikkar identifica o silêncio como o apriori da experiência de Deus. Sobre a liberdade os dois autores são unânimes, trata-se de um ideal e de uma condição para o caminho até Deus. A humanidade, nos dois textos, diz respeito ao específico da condição humana, com sua realidade e contradições. A fé aparece como o elo mais forte nas duas leituras. É o ponto mais luminoso na interseção das respectivas obras. A fé se constitui naquilo que é mais essencial na existência humana. Em seu âmbito se conectam, ato de fé, crença, simbolismo e afetividade. A conclusão é pelo sentido comum das duas leituras, apontando para a abertura do homem a Deus como forma de alcance da plenitude espiritual.

Downloads

Publicado

2022-08-17