O conceito de pessoa em Boécio

Autores

  • Moisés Nonato Quintela Ponte

Resumo

Este artigo visa aproximar-se de modo propedêutico da noção boeciana de pessoa. Após breve introdução biográfica, destacaremos o pano de fundo cultural, linguístico e histórico que levará Boécio a transpor a sutil noção grega de hypóstasis à problemática noção latina de persona. Em uma carta a seu mestre e amigo João, o diácono, Boécio refuta erros de nestorianos e eutiquianos em favor da definição cristológica de Calcedônia (451), ainda vivamente disputada quando da redação do opúsculo Contra Eutychen et Nestorium (513). Nesta epístola, Boécio chega a uma definição de pessoa que, paradoxalmente, não se mostrará definitiva: seja pela história de sua recepção seja por sua própria intenção de que aquela correspondência não fosse senão início de um diálogo. A reverberação daquela conversa marcará a história do conceito de pessoa no Ocidente e da passagem de uma semântica individual substancial de persona àquela relacional da filosofia e teologia contemporâneas.

Downloads

Publicado

2021-12-31