A nobre simplicidade como essência do espaço litúrgico: aplicações a partir do termo de Winckelmann

Autores

  • Ignez Camila Filipino da Silveira

Resumo

A nobre simplicidade é um termo que apareceu primeiramente na Sacrosanctum Concilium, sendo utilizado com base na doutrina do historiador da arte Johann Joachim Winckelmann, que foi o propagador do termo desde o século XVIII. A partir de sua apresentação nos documentos da Igreja, tornou-se essencial para a liturgia e, consequentemente, para o espaço litúrgico. Nesse sentido, compreender a nobre simplicidade como essência do espaço litúrgico é o objetivo deste trabalho, de forma que a questão da beleza, já enfatizada por Winckelmann, seja o caminho para se chegar a Deus, que é simples e, ao mesmo tempo, nobre. Deus é essência e Sua essência se encontra justamente na simplicidade, na verdade, na bondade e no Seu amor por toda a criação. Um espaço litúrgico deve, portanto, transmitir e expressar essa essência divina, através da nobre simplicidade, que pode ser atingida por diversos caminhos. Com base no entendimento dos conceitos de cada palavra, na pesquisa da origem do termo, na análise de sua utilização nos documentos da Igreja e na observação das abordagens de diferentes autores sobre o tema, pode-se chegar a esses possíveis caminhos. Caminhos estes que têm como alicerce a beleza, entendida como caminho essencial para Deus.

Downloads

Publicado

2021-12-17