A liturgia celebrada determina a visão eclesiológica?

Autores

  • Diego Willian dos Santos

Resumo

Partindo da interrogação: a liturgia celebrada determina a visão eclesiológica? A presente comunicação visa analisar os desdobramentos da liturgia celebrada, na compreensão da visão eclesiológica que a pessoa que a celebra possui. Mesmo depois de alguns anos do término do Concílio Vaticano II, é notório o ataque de inúmeras pessoas à renovação litúrgica. Um saudosismo do que não se viveu, um romantismo de um rito que se desconhece e a rejeição ao rito proposto pelo Concílio, trazem no seu bojo, uma rejeição também da caminhada eclesial que brotou do mesmo Concílio. Dessa forma é possível observar que muitos dos que rejeitam a reforma litúrgica, almejam também uma igreja hermética e palaciana, incapaz do diálogo com o mundo atual. Partindo da análise de referência bibliográfica, versada no assunto, essa comunicação buscará aprofundar o conceito de fé celebrada e seus desdobramentos na compreensão da Igreja e a práxis cristã pós Vaticano II, e consequentemente pós reforma litúrgica.

Downloads

Publicado

2021-12-17