A possibilidade de uma filosofia da cultura em Lima Vaz

Autores

  • Cleber Junio Lima Fernandes

Resumo

O presente trabalho, como parte de pesquisas exploratórias, pretende aproximar-se da filosofia da cultura empreendida por Lima Vaz. Dessa maneira, pretende-se compreender como Lima Vaz enxerga o papel que a Filosofia tem diante do tema da cultura, o problema da unidade e multiplicidade desse conceito e a passagem que se opera na distinção entre cultura e ética. Para esse fim, serão analisados capítulos de livros e textos específicos do filósofo que tratam diretamente do assunto, tais como “Filosofia e cultura”, “Ética e cultura” e “Filosofia e cultura na tradição ocidental” “Cultura e filosofia”. Todos esses pontos levantados fazem arte da questão maior que é compreender como Lima Vaz pensa a possibilidade de estabelecer uma filosofia da cultura, à diferença de uma construção filosófica sobre ética. Compreende-se, que a proposta deste trabalho supera os limites de uma comunicação e um artigo, mas, como já afirmado, este será um passo de aproximação que não pretende esgotar o tema, mas levantar em linhas gerais a profundidade do tema analisado por Lima Vaz e, posteriormente, adentrar mais no universo filosófico vaziano. Para o filósofo, o ser humano é concebido, nasce, vive e morre em sociedade, de modo que sua vida se revela enraizada e transpassada pela vida de outros tantos que cercam seu cotidiano. Essa dinâmica entre prática cotidiana e institucionalização dos costumes é analisada por Lima Vaz e, em seu estudo preliminar dos significados da palavra grega ethos, ele encontra o significado de “morada do homem”. Uma das características que nos interessa neste trabalho é essa morada ser uma construção e reconstrução que torna um determinado espaço do mundo habitável pelo ser humano. Para o filósofo, a cultura é o espaço da realização do ser humano e, portanto, seu estudo parte de uma antropologia e se reveste como uma ontologia das formas de vida (lebensform), posto que outra característica dessa morada é o encerramento dos costumes, normas e valores para a ação humana dentro dela. Desse modo, a filosofia da cultura também se vê na necessidade de analisar o dever ser do ser humano em relação à sua morada. Nesse momento Lima Vaz passa a entender que cultura e ética são coextensivas, abrindo espaço para então ser pensada uma ética da cultura, que exprime a unidade analógica das culturas através do ser da cultura.

Downloads

Publicado

2020-12-09