ANA CRISTINA CESAR: HABILITAÇÃO PARA O TERRITÓRIO DA IRONIA

Autores

  • André Luís de Araújo

Palavras-chave:

Ana Cristina Cesar, corpo, cultura, teoria literária, documento.

Resumo

A produção artesanal dos primeiros livros de poesia de Ana Cristina Cesar foi o passo inicial para a criação de seu primeiro círculo de leitores. Portadora de um estilo próprio, um corpo a corpo direto com o público, a autora apresenta, desde cedo, um compromisso com a cultura e com a teoria literária. É assim que Ana C. adentra o terreno da ironia e de suas contradições: ela desconfia da sinceridade da pena do escritor e do cristalino das superfícies da linguagem. Mesmo sua correspondência, lida nessa tensão, funciona como verdade nos interstícios da realidade. Seus textos exigem uma cumplicidade especial, reproduzem um labirinto, ramificamse, levam-nos aos mais variados lugares, propõem conexões, paisagens de fuga, não o território íntimo de quem os escreveu. Sua literatura é produção e não representação de verdades.

Biografia do Autor

André Luís de Araújo

Professor Doutor, UNICAP,

Downloads

Publicado

2017-10-09