NÓBREGA E ANCHIETA: LEI E LÍNGUA

Autores

  • Paulo Suess

Resumo

Depois da odisséia dos 500 anos, com suas proezas e naufrágios, astúcias e sacrifícios, navegando entre Cila e Caribde, entre o mito e a história, o "Encontro Internacional Nóbrega-Anchieta" pode ter o significado benjaminiano da "apropriação de uma memória no momento de um perigo". Esse perigo tem muitos nomes: colonização e globalização, expulsão e exclusão, conformismo e contingência. O perigo de cada época produz heróis e mitos, vítimas e astúcias. Walter Benjamin advertiu que "em cada época deve-se de novo tentar recuperar a tradição do conformismo".

Downloads

Publicado

1999-01-01

Como Citar

SUESS, P. NÓBREGA E ANCHIETA: LEI E LÍNGUA. Perspectiva Teológica, [S. l.], v. 31, n. 85, p. 383, 1999. Disponível em: https://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/826. Acesso em: 2 jul. 2022.

Edição

Seção

Notas e comentários