RM 8,18-25 EM PERSPECTIVA ECOLÓGICA

Maria Nivaneide de Abreu Lima

Resumo


A preocupação ecológica não está no centro da intencionalidade bíblica. No entanto, enquanto texto fundamental para as tradições judaico-cristãs, a Bíblia pode ser lida sob essa perspectiva. Nosso artigo lê Rm 8,18-25 sob um olhar “ecológico”, ressaltando a relação dos filhos de Deus com a criação, parceiros no sofrimento e aliados na esperança de uma realidade nova. Observando a dimensão cósmica do pecado e o alcance da restauração resultante da ressurreição de Jesus e da ação do Espírito. Rm 8,18-25 é um convite à esperança e à responsabilidade. Inspira cuidado nas relações com os outros e com o mundo, e gratidão ao Criador e Autor da salvação. Implica no reconhecimento de si como parte desse todo destinado à glória que em nós se revelará. Tal perspectiva hermenêutica, além de um alcance ecumênico, repercute no agir dos sujeitos de fé, questionando-os sobre sua resposta ao clamor da criação.


Palavras-chave


Crise ecológica; hermenêutica ecológica; Rm 8,18-25

Texto completo:

PDF