A JUSTIÇA EM ARISTÓTELES: A JUSTIÇA NO ESCOPO DA ÉTICA A NICÔMACO

Thiago Teixeira Santos

Resumo


Nosso artigo tem como objetivo verificar, nos entornos do tratado ético aristotélico, o que se entende por justiça. Para esse feito, nos voltaremos, de forma fundamental, ao livro V da Ética a Nicômaco. Para realizar uma investigação mais completa e coerente perpassaremos pontos cruciais para o melhor entendimento da justiça enquanto virtude ética. Em princípio, trataremos a multiplicidade de bens e fins, com vistas a entender nessa esteira qual é o bem estrito do homem e qual é a natureza de seu fim. Ademais, é necessário compreender como e por qual via o fim humano mencionado se efetiva, pois a realização do bem humano ocorre através da virtude, isto é, das ações humanas orientadas por um princípio racional. Trataremos da justiça enquanto virtude e do seu engrazamento direto com a vida política.


Palavras-chave


Justiça; Aristóteles; Ética a Nicômaco

Texto completo:

PDF